Responsabilidade do Prefeito:

Sessão II

Das atribuições do Prefeito

Art. 114 - Compete privativamente ao Prefeito:

I – nomear e exonerar os Secretários Municipais.

II – exercer com auxílio dos secretários do Município ou dos titulares de órgão equivalente a direção superior da Administração Municipal;

III – sancionar projetos de lei aprovados pela Câmara, promulgar e fazer publicar, bem como expedir regulamento para sua fiel execução;

IV – vetar total ou parcialmente projetos de lei aprovados pela Câmara;

V – dispor sobre o funcionamento e organização da Administração Municipal, na forma da Lei;

VI – expedir todos os atos próprios das atividades Administrativas;

VII – expor mensagem que regulamentará a Câmara por ocasião da abertura da Sessão anual, a situação do Município e os Planos de Governo;

VIII – prover e extinguir os cargos, empregos e funções públicas, na forma da lei, ressalvada a competência da Câmara e promover a execução dos serviços municipais; (Nova redação dada pela Emenda nº 025/2012).

IX – contrair empréstimos e realizar operações de crédito mediante prévia autorização da Câmara;

X – celebrar contratos de obras e serviços, observada a Legislação própria, inclusive licitação, quando for o caso;

XI – celebrar convênios com a União, com o estado e com o Município para execução de obras e serviços;

XII – aplicar multas previstas na Legislação e nos contratos ou convênios, bem como relevá-los quando for o caso;

XIII – enviar à Câmara de Vereadores o Plano Plurianual, as Diretrizes Orçamentárias e o Orçamento anual do Município.

XIV – promover a desapropriação por utilidade pública ou interesse social ou econômico, nos termos da Legislação Federal;

XV – representar o Município, judicial ou extrajudicialmente; (Nova redação dada pela Emenda nº 025/2012).;

XVI – exercer o comando supremo da guarda municipal;

XVII – permitir e autorizar a cessão de uso por terceiros de bens do Município, por tempo limitado; (Nova redação dada pela Emenda nº 025/2012).

XVIII – conceder, permitir ou autorizar obras públicas, obedecendo a Legislação Federal, Estadual sobre licitação;

XIX – dispor sobre serviços e obras da Administração Pública;

XX – fixar por Decreto, as tarifas ou preços públicos municipais;

XXI – administrar os bens e as rendas públicas municipais promovendo o lançamento, a fiscalização e a arrecadação dos tributos e tarifas;

XXII – autorizar despesas e pagamentos, dentro das disponibilidades e dos créditos aprovados pela Câmara;

XXIII – aplicar multas e penalidades quando previstas em lei, regulamentos e contratos;

XXIV – resolver sobre requerimento, reclamações, representações e recursos que lhe forem dirigidos nos termos da lei ou regulamentos;

XXV – oficializar as vias e logradouros públicos, obedecendo a normas urbanísticas, bem como incentivar sua identificação e sinalização;

XXVI – solicitar auxílio da polícia do Estado para garantir o cumprimento de seus atos;

XXVII – fazer publicar balancetes nos prazos fixados em lei;

XXVIII – encaminhar a Câmara de Vereadores nos prazos previstos nesta Lei, os projetos de lei de sua iniciativa exclusiva;

XXIX – convocar extraordinariamente a Câmara;

XXX – o Poder Executivo publicará até 30 dias após o encerramento de cada bimestre, relatório resumido da execução orçamentária;

XXXI – apresentar à Câmara e remeter ao Tribunal de Contas do Estado, a apresentação de contas relativas a gestão financeira do ano anterior até o dia 1º de março de cada ano, acompanhada de relatório das atividades e dos serviços municipais;

XXXII – prestar à Câmara de Vereadores, por ofício, dentro de (20) vinte dias, prorrogáveis por igual período, a seu pedido, informações solicitadas pela mesma, referente aos negócios municipais, sem prejuízo de fazê-lo na forma do inciso XXVII. (Emenda nº 12/99)

XXXIII – comparecer espontaneamente à Câmara, para expor ou solicitar-lhe providência de competência do Legislativo sobre assuntos de interesse público;

XXXIV – exercer outras atribuições previstas em Lei;

XXXV – decretar situações de emergência ou estado de calamidade pública quando ocorrerem fatos que a justifiquem;

 
§ 1º Após a celebração dos convênios de que trata o inciso XI deverá ser feita comunicação à Câmara. (Emenda nº 19/2004)
§ 2º A doação de bens públicos dependerá de prévia autorização Legislativa e a escritura respectiva deverá conter cláusulas de reversão no caso de descumprimento das condições.

Responsáveis

Sávio Johston Prestes

Prefeito

Marta Bulcão

Chefe de Gabinete

Endereço

  Rua Cel. Mesa, 373  Bairro: Centro
    Lavras do Sul/RS

Notícias Relacionadas a este Departamento

20/10/2017

DECRETADA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

O PREFEITO SÁVIO PRESTES, DECRETOU EM SITUAÇÃO ANORMAL CARACTERIZADA COMO "SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA", NA ÁREA RURAL DO MUNICÍPIO, AFETADA POR VENDAVAL.


04 set 2017

Lavras do Sul agiliza cedência de servidor para atuar no escritório do IPE.

O Prefeito Sávio Prestes, no último dia 30/08, tratou da cedência de um servidor do município para atuar no escritório do IPE na cidade, evitando a paralisação dos serviços.


01 set 2017

Prorrogado Prazo de Validade do Concurso de 2015.

Secretaria de Administração informa que através do Edital 006/2017, Prorrogou o Prazo de Validade do Concurso Público/2015 - Edital 001/2015 e Homologado pelo Edital 013/2015.


30 ago 2017

Perito do Trabalho Reune-se com Servidores Municipais.

O Perito do Trabalho da Empresa ENSEG, contratada pelo Município para realização de Laudos de Insalubridade e Periculosidade, reuniu-se com Servidores Municipais para passar informações e tirar dúvidas dos Servidores.


05 jul 2017

Realizada Audiência Pública para Concessão da Prestação de Serviço de Transporte Coletivo Municipal

Realizada Audiência Pública para Justificar a conveniência da outorga da concessão da prestação de serviço de transporte coletivo municipal por ônibus, para a localidade do Ibaré.


Todas as notícias